fbq('track', 'AddPaymentInfo'); fbq('track', 'InitiateCheckout'); fbq('track', 'Lead'); fbq('track', 'ViewContent'); fbq('track', 'Purchase', {value: 0.00, currency: 'USD'});
top of page

UMA IGREJA NO MOVER DO ESPÍRITO SANTO - Parte 06


 


“Quem vive segundo a carne tem a mente voltada para o que a carne deseja; mas quem vive de acordo com o Espírito, tem a mente voltada para o que o Espírito deseja. A mentalidade da carne é morte, mas a mentalidade do Espírito é vida e paz.” (Romanos 8:5-6)

 

Deus prometeu uma igreja de poder não para empoderar o homem, mas para que Seu Nome seja glorificado, pois a cada milagre feito acontece uma celebração no mundo espiritual.

 

A igreja que não crê no poder do Espírito está no propósito errado, porque o Reino de Deus é um Reino de sinais espirituais, e a conversão é um deles, visto que a transformação da mente humana é um dois maiores prodígios que pode ocorrer na vida de alguém, é uma verdadeira metamorfose.

 

 

TRANSFORMADOS PELO ESPÍRITO SANTO

 

Romanos 12 revela esse poder quando inserimos uma nova maneira de pensar e nossas atitudes são transformadas também:

 

“E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus. Porque pela graça que me é dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém; antes, pense com moderação, conforme a medida da fé que Deus repartiu a cada um. Porque assim como em um corpo temos muitos membros, e nem todos os membros têm a mesma operação, assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros. De modo que, tendo diferentes dons, segundo a graça que nos é dada, se é profecia, seja ela segundo a medida da fé; se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino; ou o que exorta, use esse dom em exortar; o que reparte, faça-o com liberalidade; o que preside, com cuidado; o que exercita misericórdia, com alegria.” (Romanos 11:2-8)

 

Agora, por que o mover do Espírito não está tão ativado nas igrejas nos dias de hoje? Porque o espírito de incredulidade impera na vida de alguns. A incredulidade é sócia do fracasso. A arma mais poderosa do inimigo para imobilizar a ação do Espírito é incredulizar a igreja, afinal como Deus pode agir com a dúvida reinando no meio do Seu povo. Assim como a fé está para a aproximação do povo de Deus a Ele, a incredulidade segue a proposta inversa, afastando o homem de Deus e a igreja do propósito.

 

Precisamos voltar à chamada de rendição completa ao Espírito de Deus para que o governo dEle seja pleno em nós e, para isso acontecer, precisamos vencer nossas incredulidades e sermos mais sensíveis ao mover dEle em nós. Ele está operando na igreja por causa da Sua misericórdia e não por causa dos fiéis que estão rendidos à Sua presença. Sem fé é impossível agradá-lO. “Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.” (Hebreus 11:6)

 

Se a igreja tiver líderes de fé apaixonados por Jesus e Sua palavra, e dependerem do Espírito Santo, a ação de Deus, que é criativa, dará a esse ministério o suprimento de necessidades e trará a graça da propriedade.

 

Às vezes, pensamos que uma vida na dependência do Espírito é uma letargia nas nossas ações, mas não é, pelo contrário, é deixar o campo da fé ser acionado e nos lançarmos no propósito para que a vida de Deus se amplie nessa jornada e sejamos testemunhas desse poder na nossa vida. Se os líderes se dispuserem a essa verdade de dependência do Espírito Santo, com certeza, a igreja será outra e os discípulos copiarão os líderes.

 

O esfriamento da igreja não tem a ver com o século confuso, mas com os líderes indecisos que não têm mantido o candelabro aceso nem o talit sobre suas cabeças, ou seja, muitos estão caminhando sem perspectiva de vida e não têm direção para suas colheitas. “Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão. Milita a boa milícia da fé, toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas.” (1 Timóteo 6:11,12)

 

Continua...

870 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page