fbq('track', 'AddPaymentInfo'); fbq('track', 'InitiateCheckout'); fbq('track', 'Lead'); fbq('track', 'ViewContent'); fbq('track', 'Purchase', {value: 0.00, currency: 'USD'});
top of page

LÍDER, UM MORDOMO NO REINO - Parte 3

Atualizado: 5 de abr. de 2023


“Que os homens nos considerem como ministros de Cristo, e servos dos mistérios de Deus. Além disso, requer-se dos servos que cada um se ache fiel.” (I Coríntios 4:1,2)


Ser líder é ser um mordomo da Casa de Deus. E essa é uma das riquezas mais notáveis dos servos autênticos encontrados no Reino. Quanta honra ser chamado de líder e mordomo.





A QUEM EU DECIDO SERVIR


“Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.” (Mateus 6:24)


Como servos não temos escolhas. O que possuímos, ou vem de Deus ou não é validado por Ele. A nova geração de servos precisa de doutrina, porque não entende o que é o perfil de servir a Deus de uma forma mais intensa. Não vejo níveis de renúncia nem preço pago para que esta geração possua o caráter de Jesus. É chamada a geração do amor, do tudo pode, do: “Eu preciso ser feliz”, e sem nenhum peso de responsabilidade joga tudo fora.


A doutrina calvinista (com todo respeito aos sérios) não tem permitido que as pessoas sejam focadas no princípio doutrinário, pois a normalidade tomou conta do caráter de muitos. Insisto que esta geração não conhece o poder do fogo no fogo, da prova na prova, do teste no teste; tudo está na experiência do outro e não no testemunho próprio. O processo de ser ouro refinado não mais existe, e ser igual aos frágeis na fé virou conduta de ordem.


O texto diz que preciso servir a UM SENHOR; não se pode dividir serviço para dois senhores. Claro que a interpretação de Mamom está correta quando se fala de dinheiro, mas nesse contexto Jesus está falando de pensamentos divididos, inversão de valores e de colocar coisas no lugar do Rei. A maioria de nós se confunde na hora do serviço. Há uma área venal na direção de algumas pessoas (não me refiro a você) que tudo que fazem no Reino há por trás um interesse material.


Observe: Mamon é um termo derivado da Bíblia usado para descrever riqueza material ou cobiça, na maioria das vezes, mas nem sempre, personificado como uma divindade. A própria palavra é uma transliteração da palavra hebraica “Mamom” (מָמוֹן) – que significa literalmente dinheiro. Porém, está falando também de uma DIVINDADE estranha que domina a mente e os valores, que não permite que SERVIR seja um ato de voluntariedade, mas de reconhecimento até monetário para que a obra seja realizada.


Devemos SERVIR sem interesses, sem colocar peso nem nas costas do Rei nem no dorso do seu Reino. Eu sei que muitos vivem da OBRA, e isso é legítimo, pois está escrito: “Os pastores que governam bem sejam estimados por dignos de duplicada honra, principalmente os que trabalham na palavra e na doutrina; porque diz a Escritura: Não ligarás a boca ao boi que debulha. E: Digno é o obreiro do seu salário.” (I Timóteo 5:17)_, porém, existem aqueles que funcionam na Casa de Deus e no Seu Reino e são voluntários, esses têm um peso diferente, pois O PODER DE SERVIR lhes dá também posição de honra por parte do Rei, tanto na Igreja como na vida secular.


Quem aprende liderar servindo tem mais alegria no seu modo de viver. E então, decididos a servir o Único Senhor, o Modelo dos Servos?



Continua...


185 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page