fbq('track', 'AddPaymentInfo'); fbq('track', 'InitiateCheckout'); fbq('track', 'Lead'); fbq('track', 'ViewContent'); fbq('track', 'Purchase', {value: 0.00, currency: 'USD'});
 

Quando a tempestade chega


Na segunda noite do Congresso de Crianças, adultos e adolescentes trouxeram testemunhos emocionantes sobre situações que configuraram grandes temporais em suas vidas.



Veja o relato de Rebeca, de 16 anos: “Eu passei uma tempestade horrível na minha vida, eu nunca pensei que isso aconteceria comigo, mas o meu pai faleceu de COVID, nove dias antes do meu aniversário de 16 anos. Eu pensava que nunca na minha vida isso aconteceria, porque eu ouvia as pessoas falando: “Deus está sempre comigo”, mas aconteceu e eu me senti culpada, e perguntava de Deus: Por que você está fazendo isso comigo? Quando você estiver em desespero, só entrega tua vida para Jesus, porque Ele me falava, calma, eu resolvo tudo, mas não é no nosso tempo, é no tempo dEle. Vai ter perdas e dores, mas Deus vai te fortalecer. Estou aqui para dizer que não importa a tempestade que você está passando, Deus sempre estará lá”.


Um jovem também contou seu testemunho, relatando um abuso sexual que sofreu na infância: “As pessoas olham pra gente e não imaginam as cicatrizes que nós carregamos. Jesus cura, mas as cicatrizes ficam. Quando eu era criança, por volta de seis anos de idade, eu sofri abuso sexual. Eu não entendia, mas sabia que não era certo, que fazia mal pra mim, de algum jeito, mas sabia que não era certo. Porém, Jesus cuidou de mim, das minhas emoções, pelo fato de ser criança, na minha inocência, de um jeito que só Ele pode fazer. A gente tende a pensar que o tempo cura, mas não cura. Jesus me trouxe à memória para eu ter clareza do que aconteceu e eu tive que viver esse confronto para eu entender, compreender o que tinha acontecido e ser curado, e a segunda parte da cura foi liberar perdão para as pessoas que me causaram mal”.


A Apóstola Regina concluiu o momento de testemunho dizendo que tempestades podem acontecer com adultos, mas também com crianças. “A tempestade dá sinais quando vai chegar, são relâmpagos, trovões…pais, procurem ver se há algum sinal de tempestade na vida dos seus filhos. Nós precisamos ensinar as nossas crianças a olhar para Jesus porque Ele é a cura para tudo”.



Uma carta especial


Os pais receberam uma garrafa contendo uma carta especial para sua família.”Os que creem no Senhor, jamais serão confundidos”, diz um trecho do texto.


Os congressistas foram ao Altar e oraram pelas tempestades que estão enfrentando e foram convidados a entregar o leme do seu barco a Jesus, pois Ele traz solução para a doença, para a dívida, para a confusão. E tiveram a esperança, o riso e a força restaurados pelo Senhor que acalma o mar e faz passar qualquer tempestade.

9 visualizações0 comentário